Razão Social e Nome Fantasia: Qual a diferença?

Razão Social e Nome Fantasia: Qual a diferença?

Facebook
Twitter
LinkedIn
Contabilidade - HT Contábil

Se você é empreendedor, provavelmente, já deve ter ouvido falar nos termos Razão Social e Nome Fantasia, principalmente na hora de assinar um contrato.

Mas não confunda os termos! Esses dois fatores são diferentes entre si.

Portanto, caso você não saiba diferenciá-los, neste artigo você verá as definições para esses dois termos, as suas individualidades, e quando usar cada um em uma determinada situação.

Acompanhe!

1 – O que é a Razão Social?

A razão social é o nome de registro de uma empresa. Ela estará presente em documentos como: contrato social, notas fiscais, escrituras, etc.

Também pode ser chamada de Firma ou Denominação Social, e é definida junto ao CNPJ, entendida como o nome “oficial” da pessoa jurídica. A sua oficialização  deve ser feita na Junta Comercial, no ato da constituição do contrato social, ou no Cartório.

É importante destacar que a razão social deve ser única para cada pessoa jurídica, pois caso exista uma denominação igual à definida, o registro não pode ser feito. Ou seja, se houver uma empresa com a mesma razão, ela não pode estar registrada no mesmo estado que a sua, e atuar no mesmo ramo de atividade.

Por isso, o empresário deve verificar a viabilidade do nome antes de realizar o registro.

2 – O que é o Nome Fantasia?

O Nome Fantasia é o próximo passo a se seguir logo após a definição da razão social, no momento da abertura especificamente. Ele pode ser conhecido como o Nome Comercial, e deve ser pensado visando reconhecimento e lembrança pelo seu público-alvo e clientes.

Fica a critério do empreendedor deixar a sua Razão Social como o seu Nome Fantasia. Mas geralmente, o nome Fantasia é uma abreviação ou o uso popular do negócio.

Exemplo: A Razão Social é “Coca Cola Indústrias Ltda”, enquanto o Nome Fantasia é “Coca-Cola”.

3 – As diferenças entre os termos

Resumidamente podemos dizer que, enquanto a Razão Social é o nome de registro da companhia, o Nome Fantasia é o nome a qual ela será popularizada. Mas além disso, as duas nomenclaturas podem ser diferenciadas por suas finalidades como:

  • Finalidade Promocional e Legal: 

Enquanto a Finalidade Promocional está ligada ao Nome Fantasia, com o objetivo de dar nome ao negócio em uma campanha publicitária, sem uma obrigação legal envolvida, a Finalidade Legal está ligada à Razão Social, que possui o propósito legal de estar presente em contratos, certificados, etc.

  • Comprometimento:

A Razão Social está associada a questões legais, por isso possui obrigação fiscal e regulamentadora, diferentemente do Nome Fantasia.

  • Alteração:

A mudança do nome Fantasia é simples de ser feita, já com a Razão Social o nome tem que ser alterado em todos os documentos que possuem relação com ela, e essa alteração só pode ser feita na Junta Comercial ou no Cartório.

  • Definição obrigatória:

A Razão Social é obrigatória, já o Nome Fantasia é opcional.

4 – Como definir ambos para MEI, ME e EPP?

Para MEI:

Definir Razão Social e Nome Fantasia para uma empresa MEI é bem simples, pois o processo inteiro se dá de forma online através do Portal Empreendedor.

A Razão Social de uma empresa é formada pelo nome do empreendedor mais o seu número de CPF. Essa lógica de funcionamento é definida pela Receita Federal, podendo ter a sua alteração apenas quando a empresa se enquadra como ME.

Para ME e EPP:

Para PJ de Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, a Razão Social é definida pelo seu nome de identificação relacionado a sua atividade exercida, área de atuação e por fim a sua natureza jurídica (EI, Ltda., etc.).

Se o nome da empresa conter o nome do empreendedor ele pode ser abreviado, exceto com o último sobrenome.

Exemplo: Carrefour Comércio e Indústria Ltda.

OBS: E lembre-se de que a validação da Razão Social fica sob responsabilidade da Junta Comercial.

5 – Onde a Razão Social e o Nome Fantasia são usados?

A Razão Social pode ter uso em diversos tipos de ocasiões como:

  1. Notas Fiscais;
  2. Faturas de Clientes;
  3. Folha de salário entregue ao funcionário;
  4. Emissão de cheque bancário;
  5. Certificados;
  6. Contratos;
  7. Comunicados à Imprensa.

Já o Nome Fantasia pode ser usado em ocasiões como:

  1. Site;
  2. Rede Social;
  3. Material gráfico;
  4. Evento Corporativo;
  5. Fachadas;
  6. Estabelecimento Comercial;
  7. Produtos Fabricados;
  8. Propagandas publicitárias.

6 – “Então o Nome Fantasia é como se fosse a marca do meu negócio, certo?”

Não!

Enquanto o Nome Fantasia é pensado para ser algo popular e presente no cotidiano, a marca precisa ser registrada.

Como já citado o Nome Fantasia é cadastrado na Junta Comercial, enquanto a marca precisa ser registrada e seguir as regras do INPI. Ter apenas o Nome Fantasia registrado não garante que este seja de uso exclusivo.

Registrar a sua marca é um direito de assegurar a exclusividade da sua empresa em todo o território nacional, além de também protegê-la legalmente de plágios. 

Nesse processo relaciona-se um tipo de apelo visual como um sinal, palavra, símbolo, logotipo, frase, imagem, desenho.

Por fim…

Você já conhecia algum desses fatores que diferenciava a Razão Social do Nome Fantasia? 

Convenhamos que são muitos, mas trouxemos da forma mais simples de entender. Por isso se atente na hora de registrar cada um deles.

Se você ficou com alguma dúvida, chame um dos consultores da HT Contábil!

Conosco você pode garantir um serviço completo e os seus honorários só serão cobrados 30 dias após a mudança de contabilidade ou abertura da empresa!

NOSSO INSTAGRAM: @HTCONTABIL

NOSSO LINKEDIN: Ht Contábil

Crescer Negócios Com Análise De Mercado - HT Contábil Inteligência Digital

Ficou alguma dúvida?

Nossos contadores podem te ajudar!

Gostou? Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Outros artigos que podem te interessar

Inscricao Newsletter - HT Contábil Inteligência Digital

NEWSLETTER

Um espaço de empreendedores e network. Toda segunda com exclusividade em seu e-mail. Participe também!

    “A única maneira de fazer um excelente
    trabalho, é amar o que você faz”

    - Steve Jobs