Quanto custa para começar um negócio 100% digital?

Quanto custa para começar um negócio 100% digital?

Facebook
Twitter
LinkedIn

Começar um negócio digital custa consideravelmente menos do que abrir uma empresa física. Isso porque você não precisa lidar com boa parte das despesas relacionadas a maquinário, estrutura, funcionários etc. Claro, dependendo do tipo de negócio que você terá, algumas despesas permanecerão, mas elas ainda serão mais baixas, se comparadas a empresas que precisam operar fisicamente.

Vamos conhecer?

Entenda quanto custa uma empresa digital

Vamos começar pela estrutura. A estrutura é o espaço e o maquinário necessário para o negócio operar. Mesmo empresas digitais podem precisar de um espaço físico, por exemplo. Isso acontece com e-commerce e marketplaces, que demandam um estoque em algum lugar.

A estrutura de uma empresa digital

Empresas digitais que trabalham com a confecção de produtos também demandam custos estruturais, e negócios digitais em geral demandam computadores, telefones e outras tecnologias para sua administração, certo?

Ainda que você trabalhe em casa ou decida alugar uma pequena sala comercial, as despesas estruturais serão uma realidade na sua vida, mesmo que não sejam altas. É importante contabilizá-las.

Digamos que o aluguel de uma pequena sala saia por cerca de R$ 500 mensais, você já terá uma ideia do quanto precisará vender apenas para custear isso.

Burocracia

A burocracia também traz despesas para uma empresa, mesmo que ela seja digital. Isso vale para todo o processo de abertura e formalização, incluindo o registro de marcas e patentes, emissão do CNPJ, pagamento dos impostos, taxas e similares.

Essa parte varia de estado para estado. Portanto, é importante consultar o seu contador a respeito do que é necessário para operar onde você pretende abrir seu negócio digital.

Por falar em contabilidade, é necessário colocar essa despesa na lista. Ainda que pareça apenas mais uma obrigação, é o contador que irá guiar você durante toda a administração do seu negócio, fornecendo informações valiosas que te ajudarão, entre muitas tarefas, a economizar tempo e dinheiro.

Capital de giro, salários e pró-labore

Os salários, o capital de giro e o pró-labore precisam entrar nos seus cálculos. A começar pelo Capital de Giro!

Esse termo se refere ao dinheiro que é necessário para sua empresa se manter enquanto ela ainda não trouxer lucro. Portanto, é fundamental consultar seu contador a respeito desse detalhe, visto que pode levar meses até que você tenha algum retorno sobre o investimento realizado.

O capital de giro deve cobrir os salários que serão pagos, o aluguel do espaço que você usará para trabalhar, toda a estrutura e demais necessidades do negócio.

Lembre-se de contar com seu pró-labore. Você precisa definir um valor e se pagar mensalmente para não entrar em um ciclo de incertezas em relação ao seu próprio dinheiro.

Administrar um negócio online é algo que custa tempo e dinheiro, mas é consideravelmente menos caro do que gerir uma empresa física. Se você pretende abrir uma empresa digital, precisa contar com uma contabilidade especializada no assunto, como é o caso do HT Contábil. Nosso time de profissionais altamente qualificados tem larga experiência na abertura e gestão de e-commerces e prestadores de serviços digitais, bem como marketplaces. Conheça nossos cases de sucesso e saiba como podemos ajudar você a tirar suas ideias do papel!

Crescer Negócios Com Análise De Mercado - HT Contábil Inteligência Digital

Ficou alguma dúvida?

Nossos contadores podem te ajudar!

Gostou? Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Outros artigos que podem te interessar

Inscricao Newsletter - HT Contábil Inteligência Digital

NEWSLETTER

Um espaço de empreendedores e network. Toda segunda com exclusividade em seu e-mail. Participe também!

    “A única maneira de fazer um excelente
    trabalho, é amar o que você faz”

    - Steve Jobs