5 dicas práticas para otimizar o agendamento de pacientes na clínicaIndependentemente do tamanho de sua clínica, o agendamento de pacientes não pode ser uma atividade que traga mais problemas do que soluções. Afinal, o objetivo de agendar as consultas é garantir que o seu consultório e os profissionais que o frequentam executem direito suas funções, sem atrasos e com organização.

Sabemos que a administração da agenda de um consultório é uma tarefa que exige atenção. É necessária uma grande capacidade de otimização de horários e, ao mesmo tempo, eficiência para lidar com as demandas do dia a dia.

Por isso, neste texto, vamos falar como é possível melhorar a otimização da agenda. Boa leitura!

Saiba otimizar o agendamento de pacientes na clínica

Separamos 5 dicas de como é possível melhorar de forma prática o agendamento de pacientes. Confira!

1. Use uma agenda digital

A agenda digital traz uma série de benefícios para o agendamento de consultas. Com ela, é possível inserir horários, consultas e informações tanto sobre os pacientes quanto sobre médicos, além de proporcionar a flexibilidade de remarcar um compromisso com apenas um clique. Algumas agendas oferecem o acesso para diferentes usuários, sendo assim, tanto profissionais de saúde como o setor de atendimento podem verificar os horários com facilidade.

2. Antecipe consultas

Aqui, destacamos a importância de ter um sistema de gestão de consultas. Ele ajudará muito na hora de confirmar se os pacientes poderão ou não comparecer ao atendimento. Não é incomum que eles esqueçam o horário da consulta e, com o envio automático de mensagens um dia antes, essa situação é evitada. Além disso, para o médico, essa medida facilita no momento de encaixar outra consulta, caso se confirme a ausência.

3. Conheça os seus clientes

Ao longo do tempo de operação de seu consultório, haverá pacientes que construirão um histórico de atendimentos. Como, geralmente, são os mais antigos, não é incomum que alguns comportamentos já se tornem conhecidos.

Por exemplo, existem pessoas que costumam faltar um número determinado de consultas por mês, outros, precisam marcar em horários específicos por causa de sua própria agenda. Estar ciente dessas condutas ajudará na programação da agenda, inclusive para saber de antemão quais são os horários disponíveis.

4. Tenha uma lista de espera digitalizada

Assim como a agenda, digitalizar a lista de espera é a melhor maneira de agilizar as atividades de atendimento do consultório. Essa ferramenta proporciona fácil acesso aos dados dos pacientes, ficando mais simples saber o tipo de convênio ou quando foi a última consulta, por exemplo. Além disso, assim que houver uma vaga disponível, dependendo do tipo de sistema de gestão, o encaixe para a lista de atendimento é muito mais rápido.

5. Estabeleça um tempo médio para consultas

Na rotina de uma clínica, não é impossível que os horários de permanência dos pacientes sejam diferentes. Uns podem ser atendidos em apenas 10 minutos, enquanto outros levam uma hora. Essa situação não seria um problema, se a falta de padrão em relação aos horários não atrapalhasse a programação da agenda para outras consultas. Por isso, é importante um limite de permanência definido.

Isso não significa que o paciente só poderá ser atendimento durante esse limite e, se ultrapassar, está fora. No entanto, é uma forma de saber que certo intervalo de tempo está reservado para um atendimento. Destacamos que, nesse caso, o ideal é que o profissional de saúde defina um tempo médio de atendimento e que a agenda seja organizada de acordo com essa informação.

A otimização da agenda de seu consultório é um passo muito importante para estabelecer um atendimento profissional. Esse investimento, sem dúvidas, facilita as consultas, além de tornar mais eficiente o trabalho dos médicos.

Esperamos que tenha gostado do nosso texto sobre agendamento de pacientes. Aproveite a visita no blog e saiba como atrair clientes para a sua clínica!