LGPD no e-commerce: Saiba o que seus clientes podem exigir!

LGPD no e-commerce: Saiba o que seus clientes podem exigir!

Facebook
Twitter
LinkedIn

A LGPD no e-commerce ainda é fonte de dúvidas, e já está em vigor. Por isso, é preciso saber como lidar com ela e adaptar seu negócio digital o quanto antes!

A legislação vale para todos os negócios que tratem dados de clientes brasileiros, sejam empresas físicas ou digitais. Dessa forma, será necessário passar pelo processo de adequação à legislação. Se você ainda não começou, há motivos suficientes para se preocupar, especialmente porque a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) já começou a aplicar sanções sobre empresas que descumprem a lei.

Mas, nem tudo é má notícia: a adequação à LGPD jamais será idêntica para todas as empresas. Cada negócio possui suas próprias características e deverá ter um processo de adequação único. Para alguns negócios, medidas mais simples são suficientes, enquanto outras empresas exigem maior complexidade.

LGPD no e-commerce – quais os direitos dos clientes?

Não vamos detalhar aqui cada aspecto da LGDP hoje. A ideia é falar de um ponto bastante específico, e que você precisa conhecer para não cometer erros: os direitos dos clientes.

Uma das maiores dúvidas do empresário é em relação ao que os clientes podem ou não exigir deles, visto que muitas informações conflitantes e alarmantes foram publicadas ao longo do tempo, desde que a LGPD foi revelada oficialmente.

Titularidade sobre os dados pessoais

O consumidor possui, sim, direitos sobre seus dados pessoais. Afinal, ele é o proprietário das próprias informações. É o consumidor quem define se suas informações serão ou não compartilhadas com a sua empresa, e precisa dar o aval para que você as colete.

Os direitos do cliente incluem:

  • ter acesso aos dados coletados;
  • determinar a eliminação dessas informações;
  • fazer a portabilidade dos dados;
  • revogar o consentimento sobre o uso dos dados por parte da empresa.

O cliente deve ser informado da finalidade e necessidade da coleta e tratamento dos seus dados pessoais por parte do seu e-commerce. Portanto, ao pedir o consentimento do consumidor, você precisará especificar tudo isso, incluindo o prazo de manutenção das informações, além de como elas serão protegidas.

Quando o cliente não pode solicitar a exclusão dos dados?

Apesar do cliente poder solicitar a exclusão das informações pessoais do banco de dados do seu e-commerce, existem exceções. Você, como empresa, nem sempre deverá atender à solicitação. Mas, apenas diante do que diz o Artigo 16 da LGPD.

Veja só:

Art. 16. Os dados pessoais serão eliminados após o término de seu tratamento, no âmbito e nos limites técnicos das atividades, autorizada a conservação para as seguintes finalidades:

I – cumprimento de obrigação legal ou regulatória pelo controlador;

II – estudo por órgão de pesquisa, garantida, sempre que possível, a anonimização dos dados pessoais;

III – transferência a terceiro, desde que respeitados os requisitos de tratamento de dados dispostos nesta Lei; ou

IV – uso exclusivo do controlador, vedado seu acesso por terceiro, e desde que anonimizados os dados.

Por onde começar a adequação à LGPD no e-commerce?

O primeiro passo é buscar uma consultoria especializada. Vale destacar que não basta proteger a parte técnica, e não a jurídica, e vice-versa. É necessário ir além, analisar processos, realizar mudanças internas e garantir que tudo esteja dentro dos conformes exigidos pela legislação. A adequação não é um processo simples, mas sua complexidade depende do porte e das atividades do negócio. E-commerces lidam com um grande volume de informações pessoais, o que requer cuidados muito especiais.

Crescer Negócios Com Análise De Mercado - HT Contábil Inteligência Digital

Ficou alguma dúvida?

Nossos contadores podem te ajudar!

Gostou? Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Outros artigos que podem te interessar

Inscricao Newsletter - HT Contábil Inteligência Digital

NEWSLETTER

Um espaço de empreendedores e network. Toda segunda com exclusividade em seu e-mail. Participe também!

    “A única maneira de fazer um excelente
    trabalho, é amar o que você faz”

    - Steve Jobs