Qual a diferença entre cultura e clima organizacional?

Qual a diferença entre cultura e clima organizacional?

Facebook
Twitter
LinkedIn
14 01 - HT Contábil Inteligência Digital

Cultura e clima organizacional são dois lados de uma mesma moeda, se considerarmos suas causas e efeitos. São fatores interligados, embora cada um represente dimensões distintas de uma empresa.

Diferenciá-los é o primeiro passo para garantir resultados melhores, até porque clima e cultura têm tudo a ver com o ambiente, o fator mais valorizado pelos bons profissionais. É o que diz uma pesquisa da consultoria Glassdoor, na qual foram consultados 115 mil especialistas de diversas áreas.

Então, se você quer que sua empresa seja um pólo de atração de gente qualificada, continue com a gente e saiba como fazer para chegar à excelência. Vamos nessa?

O que significa cultura e clima organizacional?

“Eu gostava do trabalho, mas o clima naquela empresa era péssimo, por isso preferi sair”. 

Embora seja uma frase que poderia ter sido dita por qualquer um, ela se repete com uma constância até certo ponto surpreendente na vida real. Você mesmo deve ter ouvido algum colega seu falar da antiga empresa nesse tom, certo?

Pois ela reflete a importância do clima organizacional, que é o conjunto formado pela infraestrutura da empresa. Essa infraestrutura, ou a falta dela, terá impactos diretos sobre os relacionamentos. Logo, quanto melhores forem as condições de trabalho, melhor tende a ser o clima organizacional.

Já a cultura é representada por fatores menos tangíveis, mas ainda assim de extrema importância. Isso porque ela tem a ver com aquilo que a empresa carrega em seu DNA, ou seja, seus valores e tudo que seu profissionais consideram importante. A prova da existência de uma cultura é temporal, portanto, é um fator que só pode ser medido e verificado em longo prazo.

Por exemplo: uma empresa que costuma pagar bônus aos seus colaboradores mostra que tem a cultura de premiar os profissionais que mostram resultados. 

Quais as principais diferenças entre eles?

Para tornar mais fácil o entendimento, imagine que você acabou de ser admitido em uma empresa que, naquele momento, está passando por obras. Por conta disso, você e seus colegas estão trabalhando em instalações provisórias, longe do conforto e estrutura ideais.

Em função disso, o clima tende a ficar tenso, já que as pessoas nessa empresa não estão habituadas a trabalhar assim. Ou seja, o clima organizacional não é bom.

No entanto, essa é uma empresa que valoriza seus colaboradores, já que a maior parte deles tem muito tempo de casa. Em virtude disso, preferiu fazer obras para oferecer ainda mais conforto e bem-estar no seu ambiente de trabalho.

Essa postura preocupada reflete a cultura organizacional, por isso, pode-se dizer que cultura e clima organizacional são também como continente e conteúdo. O primeiro é o fator que influencia no segundo, embora o clima também possa impactar a cultura, mesmo que não a modifique.

Como estabelecer uma cultura organizacional positiva?

A mudança de cultura é um grande desafio, já que, como você viu, ela só se verifica em longo prazo. Em linhas gerais, uma empresa avança em sua cultura organizacional por meio de iniciativas como:

  • programas permanentes de valorização profissional (cursos, workshops, etc.);
  • concessão de benefícios e reajustes conforme a vontade dos colaboradores (mediante pesquisa);
  • investimentos em endomarketing, reforçando seu compromisso com uma imagem positiva;
  • fortalecimento dos canais de comunicação institucionais.

De que forma cultura e clima influenciam os resultados?

A verdade é que colaboradores imersos em um clima ruim não poderão prestar um bom atendimento ao cliente. E cliente mal atendido fica insatisfeito e, em consequência, será um detrator da empresa perante o público externo.

Por outro lado, um bom clima depende de uma cultura que o permita florescer e se disseminar. Dessa forma, cultura e clima organizacional são componentes da gestão que devem ser trabalhados em conjunto. Eles servem para atrair bons profissionais e, no final, quem ganha são os seus clientes e parceiros com produtos e serviços de melhor qualidade.

Então, curtiu o artigo? Continue aprendendo, conheça as funções administrativas que fazem parte da rotina empresarial. Até a próxima!

Crescer Negócios Com Análise De Mercado - HT Contábil Inteligência Digital

Ficou alguma dúvida?

Nossos contadores podem te ajudar!

Gostou? Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn

Outros artigos que podem te interessar

Inscricao Newsletter - HT Contábil Inteligência Digital

NEWSLETTER

Um espaço de empreendedores e network. Toda segunda com exclusividade em seu e-mail. Participe também!

    “A única maneira de fazer um excelente
    trabalho, é amar o que você faz”

    - Steve Jobs