A rotina de uma empresa não se restringe a apenas cuidar de suas atividades principais como o fornecimento de produto ou serviços. Ela também precisa gerenciar outros procedimentos para o seu funcionamento, como realizar controles internos e compliance.

Saiba que, de acordo com o IBGE, existem 20 milhões de empresas no país. Muitas desses empreendimentos, se não tiverem disciplina para realizar esses dois procedimentos, provavelmente, terão problemas para manter a continuidade do negócio.

Por isso, pensando na importância de estabelecer padrões de controle interno e compliance em uma empresa, nesse texto, nós vamos explicar o que eles são e porque são fundamentais. Entenda.

O que é compliance?

Dizemos compliance quando uma empresa executa ações com intuito de se manter de acordo com as legislações ou normas referentes às suas atividades e princípios éticos. Sendo assim, o setor compliance ficará responsável por monitorar e garantir que todos os colaboradores ajam de acordo com o que foi estabelecido no código de conduta da companhia e nos preceitos legislativos.

Qual é a importância do compliance?

Essa é uma área que nos últimos anos têm estado em alta, justamente, pelo seu apelo ético. Como as ações desse setor têm por objetivo o combate à corrupção e tudo que envolve práticas ilícitas, empresas voltadas para a administração pública, por exemplo, têm utilizado bastante medidas relacionadas, sendo até, de certa forma, responsável pela sua popularização.

De fato é um setor importantíssimo, porque, além de cuidar das questões de conduta ética dos colaboradores, ainda garante que as medidas do controle interno sejam efetivadas, assim como analisa se as leis e normas estão sendo cumpridas e fornece treinamento para a gestão de risco.

O que é controle interno?

Já o controle interno está relacionado com a elaboração e padronização das ações da empresa para que os funcionários sejam capazes de executá-las sem erros. Sendo assim, podemos definir que o controle interno é uma série de medidas que a companhia deve seguir para realizar as suas funções de forma organizada, evitando fraudes, erros ou violações de suas regras.

Qual é a importância do controle interno?

Em uma empresa, o controle interno é de responsabilidade de todos os colaboradores, apesar de ser o gestor o responsável por desenvolver e orientar. São os funcionários que ficam responsáveis por implementá-lo, seguindo as normas e procedimentos estabelecidos.

Dessa forma, ter uma cultura de controle interno é uma chance de a empresa lidar com suas falhas e riscos e uma ótima estratégia para organizar o negócio. A gestão com o controle interno é capaz de evitar que os erros se tornem realidade, prevendo-os.

Como os controles internos e compliance se complementam?

De maneira geral, o controle interno ficará responsável por mensurar os resultados obtidos pelo compliance. Isto é, uma das medidas do controle será, periodicamente, criar uma avaliação para saber como o departamento está agindo. Como referência, o setor de controle utilizará as normas internas e externas da empresa, avaliando e registrando as mudanças conquistadas.

Vimos, ao longo deste texto, como as medidas de controle interno e compliance são fundamentais para que a organização consiga realizar os seus processos e, ao mesmo tempo, possa funcionar de acordo com as normas e regras de suas atividades.

Esperamos que este texto sobre controles internos e compliance tenha sido útil para você. Quer continuar aprendendo mais? Então, assine a nossa newsletter!